Cuide bem da sua língua
Por Igor Rodrigues Cândido

Estamos conectados nas redes sociais todos os dias, o dia todo. Seja em casa, no ônibus, no trabalho ou na faculdade (sim, você fica ligado durante a aula, não adianta esconder). É bem comum, devido o imediatismo da comunicação, cometermos gafes gramaticais durante aquela conversa no WhatsApp ou comentando uma marcação no Facebook (quem nunca?). É bem verdade que na maioria dos casos, relevamos os nossos erros de português e até dos amigos, para não ser aquele chato que tem como passatempo corrigir os outros. O problema está em deixarmos o nível de policiamento lá embaixo.

Sabe aquela frase 'Costume de casa, se leva à praça'? Pois é. Acabamos repetindo erros gramaticais e ortográficos constantemente e o pecado está em tornar-se um hábito. "Ah, mas eu estou falando com um amigo, ele não vai se importar se eu errar uma coisinha ou outra do português", "No meu Facebook só tem gente conhecida, tudo bem em escrever como quero". Quem pensa assim, está fadado a permanecer no erro.

Isso se prova na quantidade cada vez menor de notas máximas na prova de Redação do ENEM, por exemplo. E se você já está na faculdade, erros de concordância e falta de nexo na construção de ideias por não saber utilizar as palavras corretas já são bem comuns (seus professores podem validar essa última informação). Em entrevista de emprego então, nem se fala. Caso não saiba, recrutadores procuram saber o tipo de conteúdo que você posta, seja de sua autoria ou através de compartilhamento. E sim, seus crimes contra a língua podem ser usados contra você.

Então a dica é: leia mais. A leitura enriquece seu vocabulário, te ajuda a se comunicar melhor e consequentemente a ser uma pessoa mais legal. Redobre o cuidado com a linguagem e a forma como você se apresenta nas redes sociais, mesmo que seja só uma conversa particular com um amigo. Cuide bem do português e ele vai cuidar também de você.

 

____________________

Já segue nosso Instagram?